Páginas

22 de nov de 2010

Mania de escrever


As palavras me libertam, me descobrem, me reinventam.
No papel, minhas emoções fluem, e as palavras vão tomando a forma que desejam. Sem que eu me dê conta, lá estão elas, as frases, depois os parágrafos, os textos. Tudo acontece tão naturalmete que às vezes me pergunto se eu realmente sou capaz de controlar o que escrevo, ou se são as palavras que me dominam.
Sei que é possível, com algum esforço, freiar minhas mãos, afastá-las do papel, mas é praticamente impossível freiar minha mente, e como uma máquina de datilografar, ela vai digitando, letra por letra, textos que fazem parte de mim, traduzindo trechos de minha alma que antes eu nao era capaz de entender. Como não passar para o papel (no meu caso para o computador) algo que me faz tão bem?
Escrever é a arte de criar e transformar o que nos cerca, a arte de transformar realidade em fantasia e fantasia em realidade.

Um comentário:

Anônimo disse...

Uau! Adorei, tenho 11 anos, mas também tenho o vício de ler e de escrever, adorei isso que escreves-te, muito profundo, adorei!