Páginas

28 de mar de 2010

Ansiedade


As mãos tremem, a barriga dói, o tempo não passa, o telefone não toca. Tudo conspira contra mim. A falta de informações me deixa doente. Só queria ouvir sua voz, saber se está tudo bem. Não importa quantas pessoas tentem me acalmar, não quero mais os ombros amigos, as palavras doces, eu quero as SUAS palavras, quero os seus ombros, seus braços, quero você, e quero agora.
Não consigo mais controlar as lágrimas, não dá para conter os soluços. Deitada em minha cama, abraçando o vazio que você deixou, não consigo imaginar a minha vida sem você. Tudo o que vejo é a dor, tudo o que sinto é a ausência.
A ansiedade toma conta de mim, sei que estou sofrendo por antecipação, mas não posso evitar. As pessoas dizem "tudo vai ficar bem", e eu tento acreditar, mas nada será igual, enquanto você não voltar.

Um comentário:

*Lua* disse...

Às vezes as piores palavras são as dos outros que dizem "calma, vai ficar tudo bem". A gente pode até saber que sim, mas no momento o sentimento toma conta.
Espero que passe logo essa ausência.
E nada de se debruçar em chocolates e doces! (Garotas sempre fazem isso com ansiedade...)

Ah, agora que eu escrevi, fica. Mas o texto foi uma inspiraão repentina bem expressa. xD
Bjs!