Páginas

5 de ago de 2010

Aprender a caminhar sozinha

Eu apenas gostaria de saber se valeu à pena. Se tudo o que passamos significou algo para você, ou se nada importou. Mas sei que não importa, pelo menos não hoje, não agora, quando é impossível reviver e inútil relembrar.
Nada voltará a ser como era, não é mesmo? mas eu estou conformada com isso, e até entendo. Você seguiu a sua vida e eu tento, desesperadamente, seguir com a minha. Me agarro a qualquer fio de esperança, qualquer momento feliz com meus amigos, sabendo que os momentos seguintes serão de dor. Mas eu sigo adiante, com os vestígios de força que ainda me restam, para que um dia eu possa ser feliz, estando ou não ao seu lado. Ao contrário do que possa parecer, não quero te esquecer, quero apenas pensar em ti, sem ter que pensar em nós.

Nenhum comentário: